PESQUISA DE IMPUREZAS E PRODUTOS DE DEGRADAÇÃO POR DEGRADAÇÃO FORÇADA

Saiba como o Zay realiza a Pesquisa de impurezas e Produtos de degradação

Posted by Análises físico-químicas, ANVISA 0 thoughts on “Saiba como o Zay realiza a Pesquisa de impurezas e Produtos de degradação”

Para atendimento da Resolução RDC n°53 de 04 de dezembro de 2015 sobre produtos de degradação, é solicitado um estudo do perfil de degradação. Este estudo reúne considerações teóricas obtidas através de pesquisa sobre o ativo e o produto e o perfil de degradação obtido através do estudo de degradação forçada, sendo assim o estudo do perfil de degradação é composto por duas partes: experimental (estudo de degradação forçada) e crítica (introdução e conclusão).

 

Pesquisa bibliográfica

No início do estudo do perfil de degradação realizamos uma pesquisa bibliográfica detalhada sobre o(s) princípio(s) ativo(s) e excipientes utilizados. Como fontes bibliográficas para esta pesquisa utilizamos:

  • o arquivo mestre do fármaco (DMF), em especial as partes referentes ao perfil de impurezas e ao estudo de degradação forçada, realizado pelo fabricante do IFA;
  • literatura científica, em especial artigos que mencionem o desenvolvimento de métodos indicativos de estabilidade para o(s) princípio(s) ativo(s) envolvido(s), impurezas clinicamente relevantes e incompatibilidade com determinados excipientes
  • compêndios oficiais.

Esta pesquisa bibliográfica prévia é realizada para obter informações referentes:

  • aos grupos funcionais da molécula do ativo mais suscetíveis a degradação ou interação com excipientes,
  • as possíveis interações entre o excipiente e o(s) IFA(s);
  • aos possíveis produtos de degradação observados teoricamente, considerando as reações mais comuns dos grupos funcionais do(s) IFA(s), indicando assim as possíveis rotas de degradação;
  • quais impurezas de síntese, que não precisam ser quantificadas no método, mas devem ser separadas de maneira eficiente de produtos de degradação.

 

Seleção de métodos

Através deste estudo prévio também é realizado o levantamento das impurezas de degradação e de síntese que devem ser adquiridas, bem como a seleção de métodos apropriados para determinação dos produtos de degradação.

O método definido para determinação dos produtos de degradação deve ser desenvolvido e validado conforme a RDC 166, de 24 de julho de 2017, o estudo de degradação forçada é realizado no placebo, no produto e no(s) IFA(s) isolado(s) em diversas condições (ácida, básica, oxidativa, térmica, íons metálicos, umidade e fotolítica).

 

Resultados

Os resultados deste estudo de degradação forçada são confrontados com as informações teóricas obtidas inicialmente, avalia-se se todos os produtos de degradação relevantes foram detectados, premissa básica para concluir que o método é indicativo de estabilidade para produtos de degradação.

 

Solicite a PESQUISA DE IMPUREZAS E PRODUTOS DE DEGRADAÇÃO POR DEGRADAÇÃO FORÇADA

 


Escrito por: João Borin | Bacharel em Química, Unicamp e M. Sc. Química Orgânica, Unicamp


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Zay Analytical © 2020 Privacy Policy | Design Acerola

Com escopo de trabalho diferenciado, prazos programados e tecnologia de inovação, atua em todo o processo de validação de medicamentos perante os órgãos reguladores: do desenvolvimento de métodos à execução dos testes.