Conheça os tipos de Medicamentos Oncológicos

Posted by Medicamentos oncológicos 0 thoughts on “Conheça os tipos de Medicamentos Oncológicos”

Entre as especialidades da medicina, a oncologia clínica tem exercido o maior impacto na transformação da prática médica nas últimas quatro décadas, com a identificação de tratamentos para os diversos processos malignos anteriormente fatais, como o câncer testicular, os linfomas e a leucemia.

Os medicamentos oncológicos

A partir do início dos anos 2000, a oncologia entrou numa nova fase de desenvolvimento de medicamentos. Com o aprimoramento do conhecimento da biologia molecular humana e dos tumores, foi possível identificar diversos alvos para o desenvolvimento de novos tratamentos. Novos fármacos foram introduzidos para uso clínico em doenças que previamente não eram tratáveis ou apenas acessíveis a procedimentos locais de terapia, como cirurgia e irradiação.

Os medicamentos oncológicos podem ser divididos de acordo com o mecanismo de ação deles. Abaixo, são apresentadas as principais classes de medicamentos oncológicos e como agem.

Citotóxicos

Esta é uma grande classe de medicamentos envolvendo diversas substâncias que, apesar de apresentarem diversos mecanismos de ação, têm um efeito final comum, que é se opor ao crescimento, desenvolvimento e multiplicação celular.

Estas células se multiplicam mais rápido que as células normais do organismo e estes medicamentos são efetivos justamente por causar danos às células com alta replicação. Sendo assim, são capazes de reduzir o tamanho dos tumores e aumentar a chance de cura.

Em contrapartida, têm efeitos colaterais em células normais do corpo que têm uma replicação mais acelerada, como cabelos, pele, sistema imunológico e gastrointestinal, eventualmente causando queda dos cabelos, baixa de imunidade, náuseas e cansaço; por este motivo sua utilização deve ser feita sob grande vigilância clínica e laboratorial.

Em geral, esses medicamentos são aplicados na veia, mas existem algumas formulações subcutâneas e mesmo em comprimidos.

Imunomoduladores

Esta é uma das mais promissoras classes de medicamentos contra o câncer.

Consiste em medicações que aumentam a ativação do sistema imunológico. As medicações mais eficazes desta classe são anticorpos administrados pela veia do paciente que se ligam às células de defesa estimulando o ataque delas contra o câncer.

O efeito colateral mais comum destes remédios é a autoimunidade, eventualmente as células de defesa podem atacar as células normais do próprio corpo. Neste caso, é necessária a interrupção momentânea do tratamento.

As pesquisas mais avançadas com essas drogas são em câncer de pele do tipo melanoma e câncer de pulmão, mas prometem ser úteis em muitas outras doenças.

Inibidores de sinalização

Em alguns tipos de câncer, há uma sinalização anômala de crescimento, o câncer pode entender sinais normais do corpo como sinais para multiplicar e crescer, como no câncer de mama, ou no câncer de intestino. Em outros casos, o câncer pode apresentar alterações próprias que estimulam esse crescimento, como no melanoma no câncer de estômago. Essa classe de drogas tem como objetivo justamente desligar esse sinal ou impedir com que sinais normais do corpo cheguem à célula cancerosa.

Inibidores hormonais

A maior parte dos cânceres de próstata e mama são estimulados a crescer pelos hormônios sexuais masculino e feminino, respectivamente. No câncer de próstata, inibir a produção de testosterona é um dos mais eficazes tratamentos. No câncer de mama que apresenta receptores para estrogênio ou progesterona, tanto o bloqueio da produção de hormônios como o bloqueio do receptor diretamente no câncer são tratamentos extremamente eficazes.

A ANVISA classifica todos os medicamentos oncológicos/quimioterápicos como antineoplásicos não fazendo distinção da ação farmacológica, e forma farmacêutica, a classificação conjunta se dá por serem medicamentos de resíduos perigosos com efeitos de carcinogenicidade, tetratoxicidades e mutação. Os medicamentos antineoplásicos são classificados como inibidores de alguns tipos de células cancerosas, são altamente tóxicos e que podem causar tetragênese, mutagênese e carcinogênese com diferentes graus de risco.

 

Oferecemos serviços analíticos que possibilitam o registro e a comercialização de medicamentos para o tratamento do câncer!

 


Escrito por: João Borin | Bacharel em Química, Unicamp e M. Sc. Química Orgânica, Unicamp


 

Referências

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/farmacia/farmacos-citostaticos/28543, acessado em 12 de janeiro de 2018.

http://drfelipeades.com/2014/11/06/quais-sao-os-tipos-e-como-funcionam-os-medicamentos-contra-o-cancer/ acessado em 12 de janeiro de 2018.

http://www.farmaceuticas.com.br/tag/medicamentos-oncologicos/ acessado em 12 de janeiro de 2018.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Zay Analytical © 2020 Privacy Policy | Design Acerola

Com escopo de trabalho diferenciado, prazos programados e tecnologia de inovação, atua em todo o processo de validação de medicamentos perante os órgãos reguladores: do desenvolvimento de métodos à execução dos testes.